FANDOM


Diante dos pressupostos da Linguística Cognitiva, constatamos que a linguagem não é o reflexo de um sentido pronto e acabado, no entanto, ela orienta a sua construção. De acordo com o Fauconnier (1994: xxii) “a linguagem não porta sentido, mas o guia”. Portanto, as formas linguísticas são consideradas construtores de espaços mentais (space builders), pois têm o papel de introduzir, construir esses espaços quando estamos realizando uma atividade discursiva.